domingo, 14 de junho de 2015

Compota de feijão azuki

Esta receita foi a minha amiga Romy que ma deu e  como já a provei resolvi experimentar. Confesso a dela estava melhor, mas ainda me restou um pouquinho de feijão para experimentar de novo.
O feijão azuki é usado no Japão e na China , mas aqui também há, eu tinha ali um frasco que a minha irmã Mizé me tinha dado, mas sinceramente como não o conhecia, nunca o tinha utilizado. Afinal é um feijão com muitas aplicações. E imaginem até dá para fazer doce ou compota. Pesquisando na net descobri que até brigadeiros se podem fazer com ele.
Mas vou dizer-vos como fiz a minha compota , que é deliciosa servida com uma bola de gelado e decorada ao vosso gosto.
 Deixa-se o e feijão de molho de um dia para o outro  e depois de bem lavado coze-se na panela de pressão para cozer mais rápido.
Com a agua de cozer o feijão junta-se casca e sumo de limão, canela em pau e querendo um pouco de gengibre ( juntei -o só quase no fim) e para a mesma quantidade de feijão o mesmo de açúcar
 ( pus um pouco menos). Deixa-se tomar ponto e junta-se-lhe o feijão previamente cozido , deixando apurar um pouco.Depois de enfrascado coloquei num tacho com água a ferver para criar vácuo

Cebola em conserva

Esta foi mais uma das minhas descobertas na feira, eu que ando sempre a tentar conservar tudo nunca me tinha passado pela cabeça , que o poderia fazer também com cebola.
Por coincidência estive ausente uma semana de casa  e quando cheguei estavam umas cebolas a começar a ficarem detioradas.  Fui logo aproveitar as que ainda estavam em condições. Piquei-as e depois foi só pôr uma camadinha de sal outra maior de cebola até encher o frasco alternando sempre , fechei-o e levei-o por dez minutos a ferver para criar vácuo. Agora vou deixá-las um tempo a ver se fica aprovado ou não. Assim quando chegar o Inverno e as
 cebolas começarem a grelar já sei como hei-de fazer para as conservar.

Alho frito sem azeite com louro

Esta semana estive na feira de Santarém e como sempre ando a espreitar tudo que se relacione com cozinha e plantas.  Descobri um alho laminado já frito ou assado no forno ( penso eu ), misturado com louro. Pensei logo que chegasse a casa iria tentar fazer . Não assei mas sim fritei, numa panela antiaderente de fundo térmico com o fogo no mínimo e sempre a mexer  para ficar dourado e não queimado, a uns 3 ou 4 m antes de estar pronto juntei o louro ao pedaços.
Já experimentei hoje para o meu almoço, como era arroz integral e não queria fazer refogado. Cozi o arroz em água ( préviamente demolhado de um dia para o outro)
uma colher de sopa de azeite, meia curgete aos quadradinhos 2 pedacinhos de alho e louro   e ficou uma delícia.

Nota: segundo me disseram na feira fica delicioso em bifes,
Neste frasco usei 3 cabeças de alho.

terça-feira, 19 de maio de 2015

Essência de rosmaninho

Há dias fui passear para o monte e não resisti a trazer um ramo de rosmaninho, deixei-o secar e depois experimentei fazer uma essência para juntar ao amaciador da roupa , que também faço em casa.
Eram 50gr de flores, juntei-lhe 1dl de água , deixei ferver e adicionei depois 0,5 dl de álcool. Deitei tudo num frasco e coloquei na minha varanda ao sol, tendo o cuidado de todos os dias o agitar.

O meu detergente para lavar o chão .

Agora virei alquimista tenho-me, dedicado a fazer  gel de banho, essências, aromatizadores, sabonete líquido e desta vez fiz detergente para o chão.
 Tinha várias cascas de laranjas secas que fui guardando num cesto à sombra ,juntei-lhe um ramo de flores  secas de alecrim com folhas e tudo e pus a cozer num tacho  com água até cobrir as cascas. Deixei ferver uns 15 minutos e entretanto parti um pedaço de sabão clarim as lascas fininhas  mais ou menos 5cm. e depois de coar as cascas e o alecrim juntei-lhe o sabão  e mexi até ficar desfeito. No final juntei-lhe  2,5 dl de vinagre branco. E pronto, tenho o meu detergente pronto, fiz dois litros. e deixa o chão limpinho e  a brilhar. ( só uso no chão de cerâmica)
 O cheiro com a continuação das lavagens vai-se acentuando.

sábado, 16 de maio de 2015

Bolo de laranja com cacau no liquificador

Desde  que descobri que também podia fazer os bolos no liquificador , não quero outra coisa apesar de fazer agora poucos ( pois não os posso comer  e a tentação muita) , mas ficam deliciosos e rápidos. Este foi uma experiência, que espero esteja bom, pois ainda não o provei.
Ingredientes:
2 laranjas pequenas ou uma grande
4 ovos
2chávenas de açúcar
2 chávenas de farinha ( com fermento
1 chávena de óleo
 Modo de fazer:
                     Cortar as laranjas com a casca e juntar os ovos, açúcar e óleo, colocar tudo no liquificador no final junta-se a farinha e o fermento.
                      5 minutos a bater e está pronto despeja-se depois 3/4 da massa na forma previamente untada
e à que fica juntei duas colheres de sopa bem cheias de cacau, mais um ovo inteiro, duas colheres de sopa de óleo, e uma colher de café de bicarbonato. Bati mais 2ou 3 minutos e despejei por cima
da outra massa irregularmente.

domingo, 10 de maio de 2015

Conserva de favas tenras

Nesta altura do ano , o que temos mais são favas, mas eu gosto imenso delas tenrinhas e só nesta época mesmo é que as há,, por isso decidi experimentar fazê-las em conserva e resultaram em pleno. Já ali tenho
mais um saco para amanhã fazer mais uns quantos frascos.Passo a explicar como fiz:
1- Lavei as favas bem lavadas em água quente para evitar que escureçam
2- Tirei o veio àquelas que estavam um pouco maiores e cortei-. às tiras  colocando-as sempre numa bacia com água quente.
3- Coloquei uma panela com água abundante para ferver as favas 3 minutos exactos.
4º  Deitei as favas num passador plástico e de seguida lavei-as bem com água fria até estarem frias, mas reservei a água onde as cozi.
5-Tinha já os frascos estrelizados e enchi-os com as favas até  ao gargalo dos frasco empurrando com uma colher de pau. . Acabei de encher com a água de as cozer e fechei os frascos.
6- Numa panela grande coloquei os frascos e enchi de água até os frascos ficarem submersos e deixei levantar fervura. Depois foi só deixá-los na panela até arrefecer. e estão prontas a usar daqui por uns meses quando já não houver.

sábado, 4 de abril de 2015

Prova organolética de licores

Se ainda se recordam no  Verão passado fiz vários  tipos de licores, hoje realizou-se a prova organolética.Segundo a enóloga Drª Mizé Lopes , o melhor é sem duvida  o de ameixa branca com menta, nas papilas gustativas com um sabor suave, macio e doce aconselhado especialmente para senhoras.Já o de cereja mais forte com sabor acentuado e mais adequado a cavalheiros . Quanto aos outros aconselhou-me a ficar mais um ano
em repouso, para poderem ser decantados.

domingo, 29 de março de 2015

Bolo folhado encastrado

Um bolo belíssimo e muito bom , que podem fazer muito rápidamente. Compram  1 kg  massa folhada já feita  depois é só fazerem os ovos moles rápidos , que penso já ter a receita aqui no blog e fazem da seguinte maneira
1º uma base de massa folhada  num tabuleiro passado por água
2º uma camada de ovos moles
3º uma camada de doce de chila
4º Polvilhar com côco ralado todo o bolo
5º  Polvilhar com um pouco de canela   também
 Cortam depois o resto da massa às tiras e fazem o encastrado., para cobrir todo o bolo. Com o restos da massa e se vos sobrar  creme podem também fazer rolinhos , cuja receita já tenho aqui no blog.
 Finalmente pincelam com gema de ovo e vai ao forno a 200gº. Depois de feito polvilha-se com açúcar de confeiteiro. Bom apetite!!!!!!!!!!

Sabonete líquido

Nos tempos que passamos, tudo que seja  para poupar penso que devemos partilhar, por isso deixo-vos mais uma dica muito útil, especialmente para quem tem crianças e gastam imenso sabonete ao lavarem as mãos , com menos de 1 euro conseguem fazer 1 litro de sabonete.
  Compram um sabonete de glicerina ( comprei no mini- preço) , partem.no em lascas fininhas. Enquanto isso, põem  1 litro de água  a ferver e deitam lá  as lascas do sabonete mexendo bem com a colher de pau.
   Depois do sabonete completamente desfeito deitam o líquido em recipientes e vai ao frigorífico de um dia para o outro. Após esta operação tira-se e reserva-se para quando necessário




Aqui acabado de fazer ainda  quente







Aqui após estar uma noite no frio

encher de novo os doseadores. Espero que gostem, deixa um cheirinho muito agradável......


















sábado, 28 de março de 2015

Uma boa dica para conservar salpicões

Uma das maneiras mais práticas de conservar os salpicões sempre tenrinhos, é metê-los em frascos de vidro com  duas ou três folhas de louro e 3 ou 4 sementes de pimenta e cobertos de óleo ( eu usei da marca dia) . Já experimentei
colocá-los em farelo, ou congelá-los mas sem dúvida esta é a melhor forma. Depois é só tirá-los do frasco secá-los  com papel de cozinha e estão prontos para consumir. Bom apetite!!!!!

Bolo de noz e maçã ou cupcakes

2 chávenas de farinha
2 chávenas de açúcar amarelo1/2chávena de óleo
1 maçã cortada em fatias finas
1/2 chávena de nozes  partidas pequenas
1 colher de chá de fermento
6 ovos
1 pitada de canela
   Batem-se os  ovos com o açúcar, junta-se o óleo,seguido da farinha com o fermento, a canela  a maça e as nozes. Vai ao forno em forma untada .
      Esta receita foi-me dada pela minha filha Cristina e fica uma delícia. Ela fez em forminhas de cup

cackes,mas eu fiz em tabuleiro e parti aos quadradinhos ,guardei numa lata e ficaram fofinhos por bastantes dias.

O meu pão para o lanche


 Depois de bastante tempo sem nada postar vou deixar-vos algumas receitas e dicas que tenho feito nos últimos tempos.
Há dias com estava sem pão para o lanche  decidi pegar na massa do meu bolo das rosas e fiz estes pãezinhos que ficaram deliciosos, alguns  deitei-lhe côco ralado por cima  e faziam  lembrar o pão de Deus

sábado, 24 de janeiro de 2015

Brioche em forma de estrela

Vi  este bolo na net e achei muito interessante, como nem tinha reparado   que tinha o site com a receita, fiz com a massa do meu bolo das rosas,  qual o meu espanto que  passados dias verifiquei que a massa é praticamente igual. Só o recheio e o modo de armar é que é diferente. Na receita o recheio era bem simples , com Nutella, mas como o meu marido não gosta eu decidi  inventar outro recheio e ficou muito bom , embora com o Nutella fique mais vistoso. Ainda vou  experimentar, depois mostrar-vos-ei como fica.
 Se quiserem experimentarem,eis aqui mo site onde vi Réalisation d'une brioche étoilée au nutella ......
Recette ici : http://www.recette-gateau.eu/brioche-etoilee-au-nutella/

O meu recheio: usei uma lata de leite condensado, 125g de manteiga,  150g de coco ralado e100g de passas. Envolvi tudo muito bem e enquanto levedou a massa deixei o recheio no frigorífico. Depois foi só seguir as indicações.

domingo, 26 de outubro de 2014

Compota de beterraba da Romy

Adorei esta compota da minha amiga Romy, que tanto dá para servir quente como fria, acompanhando queijos. No meu caso  fiz para comer com queijo e acabei por comer  com o pudim de abóbora manteiga. O pudim estava  fresquinho e a compota quente, ficou uma maravilha.
Ingredientes:
1 beterraba assada no forno ( a 160º durante uma hora ) e embrulhada em papel de prata. cortada aos cubos mais sumo de uma laranja, 10g de gengibre picado, 50g de cebola picada finamente ( usei da roxa), 5g de sementes de coentros, 50ml de vinagre tinto, 2 colheres de sopa de mel e
uma pitada de sal. Depois da abóbora partida aos quadrados juntei todos os ingredientes e deixei cozer lentamente até o líquido quase evaporar.
Dica No meu caso alterei um pouco, como vi que o pudim ficava sem molho coloquei o sumo de mais uma laranja. Como me sobrou um bocadinho , vou congelar e numa próxima vez que faça o pudim já tenho  .

Pudim de leite condensado com abóbora manteiga

Esta receita foi a minha vizinha Dª Nazaré que me deu a receita, retirada de um dos canais de televisão, que passou esta semana. Como colhi várias na minha horta aproveitei e experimentei, gostei imenso  mas como fica sem molho  servi com compota de beterraba e ficou delicioso.
Ingredientes:
500g de abóbora cozida 
1 lata de leite condensado
2 colheres de sobremesa de farinha
3 ovos
Coze-se a abóbora manteiga depois de descascada e partida aos pedaços em água aromatizada com casca de laranja ou canela ou uma flor de anis estrelado.
Depois de cozida escorre-se bem e passa-se com a varinha mágica.  Depois na batedeira juntam-se todos os ingredientes , bate-se um pouco e vai a cozer no forno num tabuleiro com água e em forma untada com manteiga e polvilhada com açúcar.
Temperatura do forno 180º
Fica bem decorada com frutos vermelhos e algo verde. Também se podem cozer em pudin
zinhos individuais.

No meu forno demorou 50m a cozer. Numa próxima vez vou experimentar em individuais , penso que ficam mais  bonitos ainda. Também deve ficar deliciosa com compota de ameixa preta  ou de cereja vermelha.

sábado, 25 de outubro de 2014

Compota de chuchu com laranja e maracujá.

Gosto de fazer experiências e como há dias numa feira de gastronomia vi umas compotas à venda  com estes ingredientes decidi experimentar.
Como tinha cá em casa ainda maracujás ,( só já eram dois) mas mesmo assim nota-se o sabor. Comprei dois chuchus  que descasquei , tirei a semente e parti juntando-lhe depois o polme de uma laranja bem grandes e uma rodela de limão com casca e como tudo pesava 800g só pus 300g de açúcar , pois a laranja era muito doce. Levei ao fogo e deixei cozer até formar ponto. Mas no final percebi-me que o chuchu estava ligeiramente rijo, por isso meti a varinha mágica e desfiz tudo. Acrescentei depois a polpa dos dois maracujás e passado dez minutos estava no ponto.

Dica: Numa próxima vez que faça vou ralar primeiro o chuchu
, mas garanto-vos que fica muito bom para acompanhar com um queijinho

Pesto com ovos

Ultimamente tenho-me tornado quase vegetariana, embora me obrigue a fazer  refeiçoes diferentes, pois o meu marido gosta é da boa comida tradicional portuguesa. Mas como gosto de cozinhar não me aborrece fazer pratos diferentes.
 Hoje para o meu almoço fiz um prato da cozinha italiana que gostei imenso.
Ingredientes:
 250g de cebolas
250g de curgetes
500g de pimentos verdes
500g de pimentos amarelos
1kg de tomate
1 taça de azeite
4 ovos
sal q.b
Modo de confeccionar:
Cortar as cebolas aos pedaços e pôr a refogar no azeite até ficar transparente. Acrescenta-se depois o tomate partido sem cascas e sem sementes, os pimentos também sem sementes e partidos, as curgetes ( eu pus também uma beringela) e deixa-se refogar pelo menos 20 minutos. Logo que todos os legumes estejam tenros e bem cozidos, estrelam-se ovos e depois colocamos o molho em cada prato com 1 ovo estrelado em cima.
Dica, pessoalmente gosto da comida com picante e portanto  como tenho variedades diferentes,de pimentos picantes pus . Como só para mim era bastante eu só fiz meia dose e deu-me para duas vezes.Agora à noite em vez de estrelar o ovo , enquanto aqueci o molho escalfei um ovo no próprio molho e ficou muito bom.

sábado, 11 de outubro de 2014

Bolo de laranja

Esta receita foi-me dada por uma senhora amiga de longa data que conheço desde pequenita e já não a via  há mais de 40 anos, muitos benguelenses se devem lembrar dela a Dª Júlia dona da Casa dos tapetes de Benguela, junto ao Cine- Benguela. È um bolo maravilhoso, aliás como tudo que ela faz, Foi uma alegria revê-la assim como às filhas. Um dia  muito feliz para recordar por muito tempo.
Eis a receita:
 Bolo:
-5 ovos
- 250 gramas de manteiga
- 250 gramas de açúcar
- 250 gramas de farinha
1 colher de sobremesa de fermento royal
Sumo e raspa de uma laranja
( claras em castelo)
        Bate-se a manteiga com o açúcar, a seguir as gemas uma a uma o sumo e a raspa da laranja, bate-se bem e desliga-se a batedeira. Vai-se alternando depois a farinha com as claras em castelo envolvendo com a colher de pau ou com as próprias mãos . O fermento só se adiciona no fim.
Xarope:
         Sumo e raspa de uma laranja , mesma quantidade de água mais 5  colheres de açúcar e leva-se ao lume a engrossar.
          Deixa-se arrefecer o bolo depois de desenformado e só se rega com a calda quando esta estiver morninha.
          Fica excelente!!!!!!!!

Marmelada branca

Ofereceram-me marmelos e como sempre não consegui resistir, embora não a fizesse toda guardei alguns marmelos  na arca, para depois na Primavera fazer de novo. Nessa altura faço da vermelha.  Os   marmelos foram descascados e tirados os caroços , cozidos e passados no passe-vite.
Eram 3kg de polme, deitei 2,250kg de açúcar  mexi bem e deixei ferver. Foi a 1ª vez que fiz assim, por norma fazia como a minha mãe com o açúcar em ponto, mas assim não nos cansamos tanto e fica linda na mesma e seca  bem depressa.
 
Mais receitas na blogosfera
Procure receitas no
Quer ter receitas de bloggers no seu blog?