segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Desidratador solar

Uma amiga ensinou-me a fazer um desidratador solar, no próximo ano é que vou fazer para secar os meus frutos e legumes tais como o tomate,beringela,pimentos .....
 desidratador solar, super fácil e ecológico
Com uma caixa de esferovite (caixa de sardinha), forrar com papel  de alumínio, fazer quatro janelas e  tapa-las com rede mosqueira ou tule(circulação de ar sem bicharocos), e cobrir com vidro... Aproveita-se  o sol e é super rápido desidratar qualquer coisa...
Este ano fiz aproveitando uma grade de plástico, cobri com um saco em rede. Depois coloquei a fruta e tapei com um pano

ultra fino.Com os pessegos até deu resultado, mas com o tomate não.....


quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Tomate concentrado

Este ano tenho tido imenso tomate e vou aproveitando para conservar para quando já não houver.
Foi bem rápido pois nunca tinha feito assim.
Como era muito tomate , todo ele coração de boi, foi fácil tirar a pele e coloquei na panela de pressão com um pouco de sal e dois pacotinhos de açúcar ( 7g cada um ), tapei a panela  e deixei ferver uma meia hora, depois passei com a varinha mágica, coei por um passador para tirar as sementes.Levei novamente ao fogo para apurar . Coloquei depois nos frascos e como sempre levei ao fogo cobertos de água para criar vácuo e não se estragar.

Aperitivos de tomate e pimentos

Como podem ver estes tomates são diferentes dos  normais, por dentro são amarelos com  um ligeiro tom rosado e não tem a acidez do tomate normal, por decidi fazer uma pasta para aperitivos mas salgada.
750g de tomate sem pele e sem sementes
750g de pimentos ( 250g de cada cor, amarelo, vermelho e verde)
2 alhos franceses
1 cebola grandinha
azeite q.b
óregãos
Parti a cebola e o alho francês bem miudinho e deitei o azeite numa frigideira grande que tenho com tampa , deite lá a cebola e o alho a cozer lentamente, de seguida deitei o tomate e os pimentos tapei e deixei apurar até estar mesmo bem apurado , juntei-lhe um pouco de sal e óregãos e  já está.
Fica delicioso com pão caseiro torrado ou com tostas. Por norma gosto de por em frascos as minhas conservas , depois colocar numa panela a ferver 10m para criar vácuo, mas já esgotei os frascos e tive que por nestas tacinhas
, mas com receio que se estrague vou  congelar.

Novas experiências - Compota de 3 pimentos

Este ano na minha horta tenho pimentos verdes, vermelhos e amarelos e como há tempos num casamento comi uma entrada muito boa  com pimentos , pensei em tentar fazer, um amigo deu-me uma receita de compota de pimentos mas eu fiz umas alterações e ficou divinal
1kg de pimentos ( usei mais ou menos   350g de  cada um partido aos bocadinhos
1/2 kg de açúcar
1 casca de limão
50ml de vinagre de sidra
300g de tomate amarelo, partido aos pedacinhos pequenos e sem sementes.
Parti os pimentos primeiro às tirinhas e depois parti aos quadradinhos, juntei-lhe meio kg de açúcar, uma casca de limão e os 50ml de vinagre de sidra.
Levei ao fogo no mínimo e deixei cozer, passado pouco tempo deu-me a sensação que a compota estava
muito seca , foi então que me lembrei de partir aos bocadinho o tomate depois de pelado e tirar as sementes.
Agora está uma delícia para servir de entrada , tanto pode ser servido em cima de uma fatia de queijo  brie, mas também fica bem numa tosta ou então levar uma baguete ao forno com queijo brie a derreter e depois é colocar a compota por cima

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Licor de pêssego


Ingredientes:
1 kg de Pêssegos amarelos, maduros e bonitos
1,250 g de açúcar
1 l de calda de pessego cozido
1l de aguardente
Modo de Fazer:
 - Limpe os pêssegos e retire a polpa do caroço.
 - Picar em pedaços bem pequenos.
 - Num vidro de boca larga, coloque os pêssegos junto com a aguardente
- Feche bem e deixe macerar por 10 dias.
 - Agite várias vezes por dia.
- Após os 10 dias, Coe em coador de pano.
esprema bem e guarde a massa de pêssego para fazer compota
Coza 3 ou 4 pessegos num 1,5l  de água com o açúcar  depois de bem cozidos os pessegos  passe com a varinha mágica  e coe por um pano branco limpinho
-Junte á aguardente  previamente coada  e deixe mais uns dias a macerar em frascos tapados.
 - Agite várias vezes por dia.
 - Engarrafe e vede a rolha
 Deixe em repouso por uns tempos

Compota de pessego

1 - Pegue a massa de pêssego que ficou no coador e acresce
nte água e açúcar.
2 - Leve ao fogo brando e mexa até ficar no ponto.
Fica uma delícia

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

O meu licor de fysalis já engarrafado.....

E a experiência terminou e confesso-vos de todos os licores que já fiz para mim é sem dúvida o melhor, acabei por aromatizar com hortelã da ribeira e ficou  uma delícia , agora é ficar
mais uns meses a apurar. A macerar com a aguardente tenho mais uns de figo e de pessego, veremos se superam estes.

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Licor de fysalis


Desta vez a experiência foi tentar fazer licor de fysalis.
1º retirei as involucro aos fisalis
2º lavei-os e sequei-os bem com papel de cozinha
3º enchi dois frasco até meio com fisalis e deitei meio litro de aguardente m cada um.
4º Deixei a macerar durante uma semana
5º Passei tudo pela varinha mágica
6º Num l litro de água acrescentei mais uns quantos fisalis e 8oog de açúcar e deixei a ferver uns 20 minutos
7º. Passei tudo coma varinha mágica e juntei com a aguardente .
8º tenho agora dentro de novo nos frascos para repousar e depois engarrafar.
Estou agora com um dilema, pus num flor de anis em cada frasco, mas depois lembrei-me da hortelã da ribeira que tem um sabor tão fresco e decidi  retirar um pouco e deixar no frio, um com a hortelã e outro com anis a ver qual gosto mais. Depois direi......

Nova experiência - Tomate seco ao sol

Hoje veio-me à memória um tomate que a minha mãe costumava  fazer seco ao sol e decidi experimentar.
Infelizmente ela já não me pode  ensinar pois faleceu era eu bem jovem. Mas pesquisando na net, encontrei bastantes receitas e imagens de tomate seco e optei por um bem fácil. Daqui por uns dias já verei como fica.

1º Lavei bem os tomates e sequei-os com rolo de papel de cozinha
2º Parti em quatro ou mais partes consoante o tamanho, por ex o tomate coração de boi   cortei às rodelas. Retirei todas as sementes.
3ºForrei uma grade com papel de cozinha e coloquei o tomate de maneira a não tocar um no outro.
4º Polvilhei todos os tomates com orégão.
 5º Tapei com um tecido fino a grade para evitar as moscas ou possíveis folhas que possam cair.
6 e agora vão ficar na minha  varanda durante uns dias .
Depois pensarei como conservá-los........Se ficarem bem

sábado, 30 de agosto de 2014

Maçã em calda

Descasquei 1kg de maças vermelhas e parti aos pedaços pequeninos, pois gosto de juntar  à aveia quando faço para o pequeno almoço. Já tinha a calda de açúcar feita e fria. Depois  do frasco cheio de maçã deitei-lhe a calda suficiente tapei
e levei a cozer em banho Maria  15 m.  Desta vez juntei-lhe pau de canela e umas folhas de menta. Ando em experiências, as que melhor ficarem serão para repetir.

Geleia de maça e menta

 Como queria cozer 1Kg maças, aproveitei as cascas  os caroços para pôr a cozer com um bom punhado de menta. e 1litro e meio de água.
Deixei cozer bem e depois foi só coar a água. Para 1 litro de água juntei-lhe  0,5 kg de açúcar mais um raminho de menta e foi só deixar apurar....
Fica uma delícia.... Obrigada Rita pela sugestão

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Conserva de tomate à moda da Encar.

A Encar é uma amiga espanhola com quem costumo partilhar receitas e deu-me esta de conservar o tomate muito fácil.

, O tomate deve ser redondo, vermelhinho e rijo.
Põe-se uma panela com água a ferver e deitam-se lá os tomates que pretendemos pelar dando um ligeiro corte em cruz na parte de cima e deixa-se levantar fervura. Depois disto colocam-se os tomates num escorredor com uma bacia por baixo e deita-se por cima água bem gelada e até gelo. Com isto dás-se um choque térmico,
sai a pele quase de imediato e ficam rijos na mesma os tomates.
Entretanto põe-se a esterilizar durante 10 a 15 m os frascos onde se vai guardar o tomate que tem que ter obrigatoriamente a tampa metálica.
Depois  é só encher os frascos com o tomate pelado com a ajuda de uma colher de pau ou mesmo com os dedos vai-se empurrando suavemente para saírem as bolhas de ar e pormos o máximo possível de tomate.
Mas atenção não se pode encher até ao topo, deixar sempre uns 3cm antes do cimo do frasco. Depois é só
Tapar bem , colocar os frasco numa panela submersos em água e  tapa-se .deixando ferver uns 15 minutos. Deixam-se dentro da panela até esfriar. Dá para conservar todo o ano ou mais.
Nota: o primeiro frasco foi feito já  com choque térmico, pois foi u ma dica que me deram e ficam realmente mais rijos e as sementes  não saem tanto.

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

O meu licor de cerejas

NO ano passado tentei fazer licor de cereja, Recordo que coloquei metade da garrafa com cerejas e depois terminei com aguardente bagaceira. fui agitando quase todos os dias,mas passados uns tempos  esqueci-me completamente de tal e só  hoje descobri, ao procurar as garrafas para colocar o licor de ameixa. As cerejas estavam verdes deitei-as fora, retirei a aguardente e como tinha cerejas em calda vermelha, retirei as as cerejas e à calda juntei meio  quilo de açúcar, Deixei ferver e   juntei-lhe depois de frio a aguardente  depois de coada. Em cada garrafa juntei-lhe as cerejas em calda e depois  enchi as garrafas. Como me sobrou um pouco coloquei no frigorífico e garanto-vos que está mesmo bom

O meu licor de ameixa


Ingredientes:
Ameixas
Aguardente
Lava bem, descasca as ameixas e retira-lhes o caroço.
Corta aos quartos e coloca num frasco que vede bem.
Coloca ameixas até 70 a 80%  da capacidade do frasco e acabar de encher com aguardente bagaceira. Deixar ficar num lugar escuro uns dois meses. Embrulhei em papel de jornal e deixei num lugar escuro. Quase todos os dias os agitava
Hoje  como já fazia 2 meses peguei num frasco que tinha de ameixa em calda,retirei a ameixa e aproveitei a calda, juntei-lhe 700g de açúcar e deixei ferver. Depois coei a aguardente das ameixas e juntei ao xarope. Em cada garrafa coloquei um ramo de menta, e deitei o licor. Agora é esperar mais uns  dias e está pronto a consumir.

Moamba de peixe

Com tanta curgete, beringelas , quiabos e até rama de batata doce na minha horta decidi no sábado passado fazer moamba de peixe.
Como só foi para mim, pois o meu marido não gosta fiz com uma cabeça grande de pescada que tinha guardada, já para este efeito.Parti  o peixe aos pedaços, salguei-o  reservando,
Entretanto fiz um refogado com cebola e tomate e deixe apurar um bocadinho no mínimo , juntei-lhe um pouco de bacalhau do mais fininho para substituir o peixe seco e fui partindo aos bocadinhos 1 curgete, 2 beringelas e 4 quiabos, lavei muito bem e juntei ao refogado .Nesta altura deitei um um pouco de óleo de palma ( pus pouco, pois o meu colestrol está alto) mas mesmo assim soube bem. Quando os legumes estavam praticamente cozidos passei por água o peixe, caso contrário iria ficar salgado, juntei lhe a rama de batata doce, um pouco de piripiri e deixei apurar.
Não fiz pirão , se não lá se ia a
dieta mas mesmo assim deu para matar saudades

Panadinhos crocantes

Hoje foi um dia que não larguei a cozinha toda a tarde, já estava tão cansada que não me apetecia fazer o jantar, tinha canja que me sobrou do almoço e como tínhamos lanchado, decidi nada fazer. Mas de repente lembrei-me duma receita que a minha amiga Encar me deu ontem que não resisti e fui fazê-la, fácil, fácil e muito saborosa. A canja acabou por ficar para amanhã.
 Então é assim:
 flores de curgete ou de abóbora
1 cerveja mini  (usei sagres)
 farinha até fazer um polme grossinho mas não muito.
sal q.b.
Depois é só por óleo a aquecer e passar as flores de curgete bem lavadinhas pelo polme e fritar. Deixa-se fritar lentamente para ficarem crocantes, Fiz uma salada e o jantar ficou pronto num instante.
Garanto-vos que ficam deliciosas até para uma entrada.

terça-feira, 19 de agosto de 2014

A minha horta

Já vos tinha dito que este ano tenho uma pequenina horta, que me dá o maior dos prazeres ir visitar diariamente , há sempre algo de novo para colher, Vou mostra-vos o que trouxe hoje ....

Doce de pêras

Havia também umas pêras que estavam tão maduras que tive mesmo que utilizar e aqui lembrei-me das pêras bebêdas e decidi   transformar em compota. . Pesavam depois de descascadas 77 0  gramas, parti em lascas fininhas, juntei-lhe 1 copo de vinho tinto , 1 pau de canela e 1  casca de limão. Deixei ganhar o ponto necessário e já s tenho no frio para ver como ficam pois tenho mais pêras e se gostar  vou fazer assim de novo, aliás eu provei e gostei embora ainda estivesse morno.

Novas experiências-

Hoje tinha imensa fruta, que se não a transformava ia-se estragar por isso decidi fazer umas experiências, eis o que saiu:

Doce de figos: Só tinha 8oog, lavei-os bem lavados, tirei-lhes os pés ( a parte mais dura), dei um corte em cruz na parte de cima, mas deixei-os inteiros, como eram bastante doces juntei-lhes 3oog de açúcar, casca e sumo de limão , um pau de canela e 100 ml de água.  Depois  foi só deixar ganhar ponto. Rendeu-me 2 frascos pequenitos. Ainda não o provei, pois só deu mesmo para os frascos.  Nunca tinha feito mas já uma vez tinha comido com queijo fresco e gostei.
Doce de uvas : Tinha também 7oog de uvas de bago grande e docinhas.  Separei os bagos , lavei bem lavados , juntei-lhe 300g de acúcar, 1oo ml de água, casca de limão e pau de canela.  Ficou muito saboroso, mas com o ponto um pouco alto, só me rendeu um frasco, mas vou repetir.

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Frango com molho de leitão

Já me tinham dito que ficava muito bom mas nunca tinha experimentado.
Hoje experimentei e gostei.
Há dias fomos comer leitão a Lamares e como sobrou imenso molho, pedi para trazer.
Vou dizer como fiz o meu, pois não me apeteceu andar a pesquisar.
Temperei o frango com sal, alho ,limão  uma hora antes de o assar. Depois coloquei num tabuleiro reguei com azeite e tapei com papel de prata para cozer mais rápido. Passado 1 hora retirei o papel de prata e pincelei bem  como o molho do leitão, depois de estar corado de um lado voltei a pincelar do outro e ficou muito bom.

terça-feira, 29 de julho de 2014

Gelado de ameixa com gelatina de melancia

Ainda restavam duas bacias no meu frigorífico de ameixas amarelas que estão uma delícia,por isso decidi fazer mais um gelado ,mas quando o ia fazer reparei que não tinha nenhuma gelatina nem em pó  nem folhas e como estão muito maduros tem mesmo que levar gelatina caso contrário não ficam em condiçoes. fui a despensa ver o que la encontrava que me desse alguma  ideia e eis que me aparece meio quilo de açúcar Demerara, que me tinham trazido do Brasil já há dois anos,e um pacote dos grandes de gelatina Royal de melancia e não exitei resolvi fazer uma nova experiência..
Eram 3 quilos de fruta já depois de retirado os caroços, não tiro  nunca a pele, juntei-lhe as duas saquetas de gelatina , o meio quilo do acúcau mais 250g do outro e deixei ferver uns 15 miutos, passei pela  varinha mágica e amanhã depois de  fria vou juntar as natas batidas. depois vos direi se mereceu a pena o trabalho
Este ó o aspecto depois de reduzida a puré....
 
Mais receitas na blogosfera
Procure receitas no
Quer ter receitas de bloggers no seu blog?