sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Bolo de laranja da Rita

Embora a receita seja da minha filha mais nova quem fez o bolo foi a mais velha, garanto-vos que é num instante que se faz e fica delicioso.
Ingredientes:
2 laranjas pequenas ou uma grande
4 ovos
2chávenas de açúcar
2 chávenas de farinha ( com fermento
1 chávena de óleo
 Modo de fazer:
                     Cotar as laranjas com a casca e juntar os ovos, açúcar e óleo, colocar tudo no liquificador
bater bem e juntar a farinha no fim.
                      Vai ao forno a 80º durante 45m.
             
Nota juntou-lhe uma colher de café de bicarbonato de sódio.

domingo, 26 de outubro de 2014

Compota de beterraba da Romy

Adorei esta compota da minha amiga Romy, que tanto dá para servir quente como fria, acompanhando queijos. No meu caso  fiz para comer com queijo e acabei por comer  com o pudim de abóbora manteiga. O pudim estava  fresquinho e a compota quente, ficou uma maravilha.
Ingredientes:
1 beterraba assada no forno ( a 160º durante uma hora ) e embrulhada em papel de prata. cortada aos cubos mais sumo de uma laranja, 10g de gengibre picado, 50g de cebola picada finamente ( usei da roxa), 5g de sementes de coentros, 50ml de vinagre tinto, 2 colheres de sopa de mel e
uma pitada de sal. Depois da abóbora partida aos quadrados juntei todos os ingredientes e deixei cozer lentamente até o líquido quase evaporar.
Dica No meu caso alterei um pouco, como vi que o pudim ficava sem molho coloquei o sumo de mais uma laranja. Como me sobrou um bocadinho , vou congelar e numa próxima vez que faça o pudim já tenho  .

Pudim de leite condensado com abóbora manteiga

Esta receita foi a minha vizinha Dª Nazaré que me deu a receita, retirada de um dos canais de televisão, que passou esta semana. Como colhi várias na minha horta aproveitei e experimentei, gostei imenso  mas como fica sem molho  servi com compota de beterraba e ficou delicioso.
Ingredientes:
500g de abóbora cozida 
1 lata de leite condensado
2 colheres de sobremesa de farinha
3 ovos
Coze-se a abóbora manteiga depois de descascada e partida aos pedaços em água aromatizada com casca de laranja ou canela ou uma flor de anis estrelado.
Depois de cozida escorre-se bem e passa-se com a varinha mágica.  Depois na batedeira juntam-se todos os ingredientes , bate-se um pouco e vai a cozer no forno num tabuleiro com água e em forma untada com manteiga e polvilhada com açúcar.
Temperatura do forno 180º
Fica bem decorada com frutos vermelhos e algo verde. Também se podem cozer em pudin
zinhos individuais.

No meu forno demorou 50m a cozer. Numa próxima vez vou experimentar em individuais , penso que ficam mais  bonitos ainda. Também deve ficar deliciosa com compota de ameixa preta  ou de cereja vermelha.

sábado, 25 de outubro de 2014

Compota de chuchu com laranja e maracujá.

Gosto de fazer experiências e como há dias numa feira de gastronomia vi umas compotas à venda  com estes ingredientes decidi experimentar.
Como tinha cá em casa ainda maracujás ,( só já eram dois) mas mesmo assim nota-se o sabor. Comprei dois chuchus  que descasquei , tirei a semente e parti juntando-lhe depois o polme de uma laranja bem grandes e uma rodela de limão com casca e como tudo pesava 800g só pus 300g de açúcar , pois a laranja era muito doce. Levei ao fogo e deixei cozer até formar ponto. Mas no final percebi-me que o chuchu estava ligeiramente rijo, por isso meti a varinha mágica e desfiz tudo. Acrescentei depois a polpa dos dois maracujás e passado dez minutos estava no ponto.

Dica: Numa próxima vez que faça vou ralar primeiro o chuchu
, mas garanto-vos que fica muito bom para acompanhar com um queijinho

Pesto com ovos

Ultimamente tenho-me tornado quase vegetariana, embora me obrigue a fazer  refeiçoes diferentes, pois o meu marido gosta é da boa comida tradicional portuguesa. Mas como gosto de cozinhar não me aborrece fazer pratos diferentes.
 Hoje para o meu almoço fiz um prato da cozinha italiana que gostei imenso.
Ingredientes:
 250g de cebolas
250g de curgetes
500g de pimentos verdes
500g de pimentos amarelos
1kg de tomate
1 taça de azeite
4 ovos
sal q.b
Modo de confeccionar:
Cortar as cebolas aos pedaços e pôr a refogar no azeite até ficar transparente. Acrescenta-se depois o tomate partido sem cascas e sem sementes, os pimentos também sem sementes e partidos, as curgetes ( eu pus também uma beringela) e deixa-se refogar pelo menos 20 minutos. Logo que todos os legumes estejam tenros e bem cozidos, estrelam-se ovos e depois colocamos o molho em cada prato com 1 ovo estrelado em cima.
Dica, pessoalmente gosto da comida com picante e portanto  como tenho variedades diferentes,de pimentos picantes pus . Como só para mim era bastante eu só fiz meia dose e deu-me para duas vezes.Agora à noite em vez de estrelar o ovo , enquanto aqueci o molho escalfei um ovo no próprio molho e ficou muito bom.

sábado, 11 de outubro de 2014

Bolo de laranja

Esta receita foi-me dada por uma senhora amiga de longa data que conheço desde pequenita e já não a via  há mais de 40 anos, muitos benguelenses se devem lembrar dela a Dª Júlia dona da Casa dos tapetes de Benguela, junto ao Cine- Benguela. È um bolo maravilhoso, aliás como tudo que ela faz, Foi uma alegria revê-la assim como às filhas. Um dia  muito feliz para recordar por muito tempo.
Eis a receita:
 Bolo:
-5 ovos
- 250 gramas de manteiga
- 250 gramas de açúcar
- 250 gramas de farinha
1 colher de sobremesa de fermento royal
Sumo e raspa de uma laranja
( claras em castelo)
        Bate-se a manteiga com o açúcar, a seguir as gemas uma a uma o sumo e a raspa da laranja, bate-se bem e desliga-se a batedeira. Vai-se alternando depois a farinha com as claras em castelo envolvendo com a colher de pau ou com as próprias mãos . O fermento só se adiciona no fim.
Xarope:
         Sumo e raspa de uma laranja , mesma quantidade de água mais 5  colheres de açúcar e leva-se ao lume a engrossar.
          Deixa-se arrefecer o bolo depois de desenformado e só se rega com a calda quando esta estiver morninha.
          Fica excelente!!!!!!!!

Marmelada branca

Ofereceram-me marmelos e como sempre não consegui resistir, embora não a fizesse toda guardei alguns marmelos  na arca, para depois na Primavera fazer de novo. Nessa altura faço da vermelha.  Os   marmelos foram descascados e tirados os caroços , cozidos e passados no passe-vite.
Eram 3kg de polme, deitei 2,250kg de açúcar  mexi bem e deixei ferver. Foi a 1ª vez que fiz assim, por norma fazia como a minha mãe com o açúcar em ponto, mas assim não nos cansamos tanto e fica linda na mesma e seca  bem depressa.

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Bacalhau à Sousa

Esta  receita é da autoria do meu marido, quando  não posso fazer eu o almoço ele recorre a esta receita, que faz em meia hora.
Por norma tenho sempre em casa bacalhau demolhado,  feijão de várias qualidades e grão de bico cozido e por isso é ultra rápido
1º -Acende o grelhador a carvão
2º - Descasca e poe a cozer batata com a casca, sal e uma folha de louro   e um ovo ou dois.
3º-  Depois do bacalhau demolhado e já descongelado seca-o bem com um pano e passa-o por farinha
seca .
4º Entretanto pica cebola, alho e salsa miudinha
5º Poe o bacalhau a assar na brasa.
.6º Descasca as batatas que entretanto cozeram e coloca-as também na grelha a tostar.
/º Numa panela com água a ferver põe o grão  a aquecer e pronto, depois desfaz o bacalhau já assado, para uma terrina, junta-lhe o grão, os ovos as rodelas a batata também assada. Decora com a salsa, cebola, alho e azeitonas. Rega com azeite e pronto. Tenho chef em casa, pois fica muito saboroso.

Antepasto de beringela

  •  Retirei esta receita da net , mas já há tanto tempo que a tenho guardadada para fazer , que esqueci-me  donde a tirei , as minhas desculpas por não mencionar o autor.
  • 3 berinjelas grandes cortadas em tirinhas
  • 1 pimentão verde cortado em tirinhas
  • 1 pimentão amarelo cortado em tirinhas
  • 1 pimentão vermelho cortado em tirinhas
  • 2 cebolas grandes cortada em tirinhas
  • 250 ml de azeite
  • 1 xícara de vinagre de vinho tinto
  • Orégano a gosto
  • 1 vidro pequeno de azeitonas sem caroço
  • Sal a gosto
    1. Corte as berinjelas, os pimentões e as cebolas e arrume em camadas a berinjela, o pimentão e por cima a cebola, em placa de alumínio
    2. Coloque por cima o azeite, o vinagre, o sal, o orégano cubra com papel alumínio e leve ao forno pré-aquecido bem quente (mais ou menos 150º graus) por 15 minutos
    3. Tire do forno, acrescente as azeitonas fatiadas dê uma ligeira misturada e leve novamente ao forno (continua com o papel alumínio) até que a berinjela seque e fique escura (mais ou menos 1 hora e meia)
    4. Tire do forno, espere esfriar e leve à geladeira
    5. Se puder esperar que fique marinando 2 ou 3 dias na geladeira, fica bem mais gostoso
    6. Sirva com pão italiano, com carnes
     

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Desidratador solar

Uma amiga ensinou-me a fazer um desidratador solar, no próximo ano é que vou fazer para secar os meus frutos e legumes tais como o tomate,beringela,pimentos .....
 desidratador solar, super fácil e ecológico
Com uma caixa de esferovite (caixa de sardinha), forrar com papel  de alumínio, fazer quatro janelas e  tapa-las com rede mosqueira ou tule(circulação de ar sem bicharocos), e cobrir com vidro... Aproveita-se  o sol e é super rápido desidratar qualquer coisa...
Este ano fiz aproveitando uma grade de plástico, cobri com um saco em rede. Depois coloquei a fruta e tapei com um pano

ultra fino.Com os pessegos até deu resultado, mas com o tomate não.....


quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Tomate concentrado

Este ano tenho tido imenso tomate e vou aproveitando para conservar para quando já não houver.
Foi bem rápido pois nunca tinha feito assim.
Como era muito tomate , todo ele coração de boi, foi fácil tirar a pele e coloquei na panela de pressão com um pouco de sal e dois pacotinhos de açúcar ( 7g cada um ), tapei a panela  e deixei ferver uma meia hora, depois passei com a varinha mágica, coei por um passador para tirar as sementes.Levei novamente ao fogo para apurar . Coloquei depois nos frascos e como sempre levei ao fogo cobertos de água para criar vácuo e não se estragar.

Aperitivos de tomate e pimentos

Como podem ver estes tomates são diferentes dos  normais, por dentro são amarelos com  um ligeiro tom rosado e não tem a acidez do tomate normal, por decidi fazer uma pasta para aperitivos mas salgada.
750g de tomate sem pele e sem sementes
750g de pimentos ( 250g de cada cor, amarelo, vermelho e verde)
2 alhos franceses
1 cebola grandinha
azeite q.b
óregãos
Parti a cebola e o alho francês bem miudinho e deitei o azeite numa frigideira grande que tenho com tampa , deite lá a cebola e o alho a cozer lentamente, de seguida deitei o tomate e os pimentos tapei e deixei apurar até estar mesmo bem apurado , juntei-lhe um pouco de sal e óregãos e  já está.
Fica delicioso com pão caseiro torrado ou com tostas. Por norma gosto de por em frascos as minhas conservas , depois colocar numa panela a ferver 10m para criar vácuo, mas já esgotei os frascos e tive que por nestas tacinhas
, mas com receio que se estrague vou  congelar.

Novas experiências - Compota de 3 pimentos

Este ano na minha horta tenho pimentos verdes, vermelhos e amarelos e como há tempos num casamento comi uma entrada muito boa  com pimentos , pensei em tentar fazer, um amigo deu-me uma receita de compota de pimentos mas eu fiz umas alterações e ficou divinal
1kg de pimentos ( usei mais ou menos   350g de  cada um partido aos bocadinhos
1/2 kg de açúcar
1 casca de limão
50ml de vinagre de sidra
300g de tomate amarelo, partido aos pedacinhos pequenos e sem sementes.
Parti os pimentos primeiro às tirinhas e depois parti aos quadradinhos, juntei-lhe meio kg de açúcar, uma casca de limão e os 50ml de vinagre de sidra.
Levei ao fogo no mínimo e deixei cozer, passado pouco tempo deu-me a sensação que a compota estava
muito seca , foi então que me lembrei de partir aos bocadinho o tomate depois de pelado e tirar as sementes.
Agora está uma delícia para servir de entrada , tanto pode ser servido em cima de uma fatia de queijo  brie, mas também fica bem numa tosta ou então levar uma baguete ao forno com queijo brie a derreter e depois é colocar a compota por cima

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Licor de pêssego


Ingredientes:
1 kg de Pêssegos amarelos, maduros e bonitos
1,250 g de açúcar
1 l de calda de pessego cozido
1l de aguardente
Modo de Fazer:
 - Limpe os pêssegos e retire a polpa do caroço.
 - Picar em pedaços bem pequenos.
 - Num vidro de boca larga, coloque os pêssegos junto com a aguardente
- Feche bem e deixe macerar por 10 dias.
 - Agite várias vezes por dia.
- Após os 10 dias, Coe em coador de pano.
esprema bem e guarde a massa de pêssego para fazer compota
Coza 3 ou 4 pessegos num 1,5l  de água com o açúcar  depois de bem cozidos os pessegos  passe com a varinha mágica  e coe por um pano branco limpinho
-Junte á aguardente  previamente coada  e deixe mais uns dias a macerar em frascos tapados.
 - Agite várias vezes por dia.
 - Engarrafe e vede a rolha
 Deixe em repouso por uns tempos

Compota de pessego

1 - Pegue a massa de pêssego que ficou no coador e acresce
nte água e açúcar.
2 - Leve ao fogo brando e mexa até ficar no ponto.
Fica uma delícia

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

O meu licor de fysalis já engarrafado.....

E a experiência terminou e confesso-vos de todos os licores que já fiz para mim é sem dúvida o melhor, acabei por aromatizar com hortelã da ribeira e ficou  uma delícia , agora é ficar
mais uns meses a apurar. A macerar com a aguardente tenho mais uns de figo e de pessego, veremos se superam estes.

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Licor de fysalis


Desta vez a experiência foi tentar fazer licor de fysalis.
1º retirei as involucro aos fisalis
2º lavei-os e sequei-os bem com papel de cozinha
3º enchi dois frasco até meio com fisalis e deitei meio litro de aguardente m cada um.
4º Deixei a macerar durante uma semana
5º Passei tudo pela varinha mágica
6º Num l litro de água acrescentei mais uns quantos fisalis e 8oog de açúcar e deixei a ferver uns 20 minutos
7º. Passei tudo coma varinha mágica e juntei com a aguardente .
8º tenho agora dentro de novo nos frascos para repousar e depois engarrafar.
Estou agora com um dilema, pus num flor de anis em cada frasco, mas depois lembrei-me da hortelã da ribeira que tem um sabor tão fresco e decidi  retirar um pouco e deixar no frio, um com a hortelã e outro com anis a ver qual gosto mais. Depois direi......

Nova experiência - Tomate seco ao sol

Hoje veio-me à memória um tomate que a minha mãe costumava  fazer seco ao sol e decidi experimentar.
Infelizmente ela já não me pode  ensinar pois faleceu era eu bem jovem. Mas pesquisando na net, encontrei bastantes receitas e imagens de tomate seco e optei por um bem fácil. Daqui por uns dias já verei como fica.

1º Lavei bem os tomates e sequei-os com rolo de papel de cozinha
2º Parti em quatro ou mais partes consoante o tamanho, por ex o tomate coração de boi   cortei às rodelas. Retirei todas as sementes.
3ºForrei uma grade com papel de cozinha e coloquei o tomate de maneira a não tocar um no outro.
4º Polvilhei todos os tomates com orégão.
 5º Tapei com um tecido fino a grade para evitar as moscas ou possíveis folhas que possam cair.
6 e agora vão ficar na minha  varanda durante uns dias .
Depois pensarei como conservá-los........Se ficarem bem

sábado, 30 de agosto de 2014

Maçã em calda

Descasquei 1kg de maças vermelhas e parti aos pedaços pequeninos, pois gosto de juntar  à aveia quando faço para o pequeno almoço. Já tinha a calda de açúcar feita e fria. Depois  do frasco cheio de maçã deitei-lhe a calda suficiente tapei
e levei a cozer em banho Maria  15 m.  Desta vez juntei-lhe pau de canela e umas folhas de menta. Ando em experiências, as que melhor ficarem serão para repetir.

Geleia de maça e menta

 Como queria cozer 1Kg maças, aproveitei as cascas  os caroços para pôr a cozer com um bom punhado de menta. e 1litro e meio de água.
Deixei cozer bem e depois foi só coar a água. Para 1 litro de água juntei-lhe  0,5 kg de açúcar mais um raminho de menta e foi só deixar apurar....
Fica uma delícia.... Obrigada Rita pela sugestão

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Conserva de tomate à moda da Encar.

A Encar é uma amiga espanhola com quem costumo partilhar receitas e deu-me esta de conservar o tomate muito fácil.

, O tomate deve ser redondo, vermelhinho e rijo.
Põe-se uma panela com água a ferver e deitam-se lá os tomates que pretendemos pelar dando um ligeiro corte em cruz na parte de cima e deixa-se levantar fervura. Depois disto colocam-se os tomates num escorredor com uma bacia por baixo e deita-se por cima água bem gelada e até gelo. Com isto dás-se um choque térmico,
sai a pele quase de imediato e ficam rijos na mesma os tomates.
Entretanto põe-se a esterilizar durante 10 a 15 m os frascos onde se vai guardar o tomate que tem que ter obrigatoriamente a tampa metálica.
Depois  é só encher os frascos com o tomate pelado com a ajuda de uma colher de pau ou mesmo com os dedos vai-se empurrando suavemente para saírem as bolhas de ar e pormos o máximo possível de tomate.
Mas atenção não se pode encher até ao topo, deixar sempre uns 3cm antes do cimo do frasco. Depois é só
Tapar bem , colocar os frasco numa panela submersos em água e  tapa-se .deixando ferver uns 15 minutos. Deixam-se dentro da panela até esfriar. Dá para conservar todo o ano ou mais.
Nota: o primeiro frasco foi feito já  com choque térmico, pois foi u ma dica que me deram e ficam realmente mais rijos e as sementes  não saem tanto.
 
Mais receitas na blogosfera
Procure receitas no
Quer ter receitas de bloggers no seu blog?