terça-feira, 8 de abril de 2014

Já cheira à Primavera.....

Deixo-vos aqui algumas das minhas flores......




Como curar cravos e verrugas

Muitas vezes aparecem nas mãos, ou até em outras partes do corpo cravos ou pequenas verrugas, que facilmente se tratam com a seiva de uma planta que aparece muito no campo, em zonas húmidas especialmente em paredes velhas chamada Seruda. Tenho no meu jardim uma dessas plantas porque foi assim que curei uns cravos que tinha nas mãos, depois de ter tentado com vários produtos da farmácia,sem sucesso. Como uma das minhas netas apareceu aqui com um  grande na mão , lembrei-me de vos alertar, pois no espaço de uma semana desaparece.


sábado, 8 de fevereiro de 2014

Chiffon de Coco

Eis aqui uma receita, há muito tempo já pedida pelo meu marido, pois é uma das preferidas dele .Experimentem que fica muito boa
  • 7 ovos
  • 300g de açúcar
  • 200 gr de farinha
  • 1 dl de óleo
  • 1,5 dl de leite
  • 100 gr de coco ralado
  • 1 colher de chá de fermento em pó
  • manteiga para untar a forma e farinha para polvilhar
Juntar as gemas com  o açúcar e bater até obter um creme fofo. Juntar a pouco e pouco o óleo, o leite, a farinha com o fermento. Bater até obter uma massa consistente e macia. Juntar o coco. Envolver as claras em castelo. Levar a cozer no forno previamente aquecido a 180º.

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Restantes enchidos

Chouriços pretos

Põe-se em vinha de alhos e louro a carne ensanguentada e os bofes tudo partido aos bocadinhos deixando-se 3 ou 4 dias a marinar, mexendo todos os dias com uma colher de pau.
Tira-se o pão necessário já amolecido da calda das alheiras, junta-se a carne de porco cozida e desfeita, nomeadamente a carne da cabeça e toda aquela que estiver ensanguentada, tempera-se com cominhos e colorau e deita-se azeite com cebola partida ligeiramente cozida neste.

Azedos

São feitos com a massa das alheiras, mas antes de se deitar o alho , o azeite e o colorau.

Bocheiras da avó Miquelina

Da carne dos chouriços pretos que está em vinha de alhos, ( toda a carne de porco ensanguentado e os bofes partidos aos bocadinhos) retira-se alguma uns dias antes e junta-se-lhe, laranja, louro e gindungo e se quiser um pouco de colorau mais um pouco de vinho.
Fazem-se como as linguiças.

Chouriços doces da avó Miquelina

Põe-se uma cebola a cozer em água temperada com sal, azeite e um pouco de carne gorda.
Depois amolece-se o pão com a calda feita com a cebola. Junta-se açúcar, mel, noz ou amendoa gosto, uma pitada de canela e junta-se o sangue suficiente , para ficarem escurinhos.
Estes chouriços podem-se fazer no dia da matança ou a seguir.
Adoro estes chouriços para aperitivo ou então com grelos e batata cozida.

Linguiças

Poe-se a carne de vinha de alhos partida aos bocadinhos durante 7 ou 8 dias .Atenção que devem levar um bom bocadinho de carne gorda, pois caso contrário ficam secas.
Depois põe-se a secar uns 15 dias ou 3 semanas.
Vinha de alhos - vinho tinto mais sal mais alho picado.
Este é o mesmo tempero dos salpicoes mas a estes acrescento casca de laranja.

Confecção das alheiras


Esta receita da para 27 dúzias de alheiras mais ou menos.
Quando fazia era sempre esta quantidade.
20 trigos (2 em 1) mandam-se fazer sem fermento
3 galinhas velhas
1 coelho
1kg de carne de vitela
cerne de porco ( cabeça, chispe, ossos da suã, barriga entremeada, orelha e um pouco de carne gorda.
Depois de bem lavadas as carnes e bem demolhadas ( normalmente 1 dia e meio ) cozem-se as carnes todas juntas em bastante água com sal suficiente.
Na calda ao ferver a carne deita-se azeite, malagueta , alho e salsa ( numa boneca pano).As carnes têm de ficar bem cozidas. Durante a cozedura vão-se espumando e deve-se evitar que as panelas vertam.
Como a calda não fica gostosa se for vertendo a gordura enquanto cozem as carnes ou se for acrescentando água depois de pronta, convém utilizar as panelas bem grandes, pois é preferível que sobre calda do que venha a faltar.
Deve-ter-se ao lado sempre uma panela mais pequena com água a ferver onde se deita um pouco de carne gorda para ir acrescentando a panela onde cozem as carnes , no caso de ser preciso.Nunca acrescentar água fria.
Depois de estarem as carnes bem cozidinhas tiram-se para uma travessa e logo que a temperatura o permita tiram-se os ossos e partem-se as carnes sobre o miudinho.
Os ossos poem-se imediatamente na panela, novamente a ferver, pois no caso de faltar água recorre-se a esta, acrescentando água quente.
O pão manda-se cozer 5 dias antes e deixa-se coberto com uma toalha fora de sacos senão fica mole. Na noite anterior parte-se em fatias finas.
Com o pão na caldeira deita-se a calda a ferver, passando por um coador para evitar que vão ossos e abafa-se com uma toalha até o pão estar bem embebido na calda (15 a 30m).
Não se mexe antes dos 15m para evitar que fique como açorda.
Depois do pão estar bem embebido, mexe-se bem mexido e juntam-se as diversas variedades de carnes, em seguida alho muito picadinho e o colorau doce. Por ultimo vai a banha misturada com azeite a ferver.Mexe-se tudo muito b em com uma colher de pau até ficar uma massa homogênea até a colher ficar direita na caldeira.
A seguir enfiam-se nas tripas. Se ficarem com ar tem que se picar.
Penduram-se nas varas evitando que fiquem juntas,( sem fumo).
Durante alguns dias, devem ter sempre calor certo e devem-se virar para não estarem sempre na mesma posição.
Não devem apanhar correntes de ar.
Utensílios necessários
Tanto para as alheiras como para os chouriços pretos é preciso ter:
-As tripas devidamente lavadas.
- O pão cozido 4 ou 5 dias antes partido de véspera sobre o fino.
-Fios próprios para o fumeiro partido em tamanho médio.
-Panelas de ferro grandes.
- Caldeira ou vasilha que a substitua.
- Toalha bem grande para tapar a caldeira.
- Travessas ou tabuleiro , trolhas e paus
- Alfinete de segurança para picar as tripas
- Alhos, colorau, além de gindungos ou malaguetas
- Lenha bem seca para evitar fumo

Modo de preparar as tripas

De véspera partem-se as tripas em porções de 1,5m aproximadamente.
Lavam-se bem lavadas com sabão rosa e água morna, por dentro e por fora ( recorre-se ao auxílio de trolha para as virar.
Depois deitam-se em aguardente e laranja ou vinha e alhos, conforme quisermos.

A matança do porco

Pretendo deixar aqui algumas dicas para as minhas filhas, noras ou netas , se
amanhã pretenderem reavivar esta tradição. Lembro-me de em criança , na casa dos
meus pais todos os anos se fazer a matança do porco.
Com a ida para Angola perdeu-se essa tradição e portanto quando regressei, não sabia rigorosamente nada deste ritual. No primeiro ano que matamos o porco, já em minha casa, tive
imensa dificuldade e foi através da minha irmã Maria , da minha sogra e da minha
vizinha Dª Maria do Carmo que consegui valiosas dicas que tentei organizar para
as gerações futuras ,esperando que lhes sirva como ponto de partida.

Começamos então por aparar o sangue do porco para uma bacia onde se tem um pouco
de vinho tinto e bate-se bem até esfriar, depois de frio coa-se e guarda-se num
frasco , até ao dia do fumeiro.- O porco depois de pendurado lava-se com
vinho tinto e alhos partidos.Neste dia fazem-se os rojões com a carne da
peituga , assim com os do redanho. Pessoalmente gosto de pôr também um pouco
de fígado.

O    dia da desfeita

No dia da desfeita não esquecer de lavar bem as orelhas, , os chispes e o focinho, raspando bem os pelos também de toda a carne que se vai salgar.
-Os presuntos antes de salgados devem-se tirar-lhe os ossos largos e depois são bem salgados com sal grosso dissolvido em vinho tinto e bastante alho, antes de se por na salgadeira.
- Ao fim dum mês tiram-se as pás do sal e deixam-se em água de um dia para o outro, depois limpam-se e deixam-se secar bem. Depois untam-se com pimentão e um pouco de azeite.Poe-se ao fume durante uns dias.
Os presuntos são tirados depois de 40 ou 45 dias de sal.
-As tripas do porco tem que separar enquanto quentes para tirar os rojões do redenho.
Depois de bem lavadas são temperadas com vinho tinto,alho e limão.
A carne depois é partida miudinha se for para as linguiças ou aos pedaços se for para os salpicões Os ossos ,o couro , a cabeça , chispes vai tudo para a salgadeira juntamente com as pás e os presuntos.

domingo, 15 de dezembro de 2013

Caril à minha moda

Este é um do pratos favoritos cá em casa e até os mais novos já são fãs .Gosto dele bem picante.
1 frango do campo, cebola, tomate, alho, louro, gengibre, leite de coco, caril ( usei da marca globo, caril indiano e caril em pó forte) e gindungo.
  Parto o frango aos pedaços, retiro-lhe a pele ( se for caseiro não tiro) e tempero com sal, alho, louro e gengibre deixando-o  num escorredor , uma hora mais ou menos. Faço depois um refogado com cebola e alho  até alourar a cebola, junto-lhe o frango e  quando já estiver a começar a  corar deito-lhe  massa de tomate, se não tiver tomate fresco, o gindungo a gosto e deixo cozer lentamente, adicionando um pouco de água se for preciso.
Quando cozido, mas não desfeito junto-lhe o leite de côco , misturado com o caril ( para um frango normalmente deito 4 colheres de sopa,duas do normal e duas do picante) e deixo apurar. Sirvo acompanhado de arroz branco.

Panadinhos.....

Com o dia frio e nevoeiro intenso, não me apetecia fazer mesmo nada, nem mesmo cozinhar, por isso fiz o que me pareceu mais rápido, um  arroz de grão de bico com panadinhos e salada.. 
 Panadinhos:
febras de porco ( bati-as bem com o martelo de cozinha , para ficarem bem fininhos e tenros. Temperei-os com limão, sal, pimenta preta e alho picadinho e deixei-o a marinar  1h mais ou menos.
Passei-os depois por farinha, ovo e pão ralado  e fritei-os em bastante óleo. Depois de fritos coloquei-os em papel de cozinha para absorver o excesso de óleo.




sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Outro bolo de aniversário

Este também feito pela Ana Rita....A mostrar IMG_20131123_024932.jpg

Bolo de aniversário

Mais um bolo de aniversário feito pela minha filha mais
nova

Preparando o Natal- Decoração da cadeiras

Esta decoração foi feita pela minha filha mais velha, a Ana Cristina. Só espero que o Afonso , o meu neto mais novo, não se lembre de tirar tudo antes de nos sentarmos......

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Preparando o Natal, quase quase no final......

Mais uma corujinha e as prendinhas  quase  todas prontas.... Neste ano não comprei nada ,  vai ser tudo feito por mim.....
 A família é muito grande , para o próximo ano tenho que começar mais cedo.......

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Preparando o Natal



Bolo de aniversário

Este fim de semana , fiz este bolo para o aniversário do meu filho mais novo.

sábado, 7 de dezembro de 2013

Sapateira recheada




Coze-se a sapateira com água e sal, (ou caso se compre congelada deixa-se descongelar ao natural).
Depois abre-se a sapateira, retira-se o interior, esmaga-se com um garfo, junta-se mostarda, um pouco de cerveja, miolo de broa (ou tosta ou pão centeio) pickles e azeitonas picados miudinhos, e maionese (facultativo).
Recheia-se então a carapaça da sapateira e pode-se decorar com, gema de ovo e clara cozidas e raladas, salsa picada, azeitonas.
Ás bocas da sapateiras dá-se uma martelada e põe-se á volta da carapaça com o formato inicial.
Decora-se com alface a gosto.

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Choquinhos com tinta

Esta receita foi-me dada pela minha cunhada Adelaide e todos cá em casa gostam imenso.
1kg de choquinhos
1 cebola às meias luas
1 talo de alho francês
3 dentinhos de alhos
1 copo de vinho branco
sal  q.b
  Os choquinhos são bem lavados para sair a areia , mas ficam inteiros. Depois deixam-se escorrer um pedaço para sair toda á água. Num tacho deita-se um pouco de azeite e logo que esteja quente deitam-se lá os choquinhos , vão-se mexendo e logo que a camada calcária comece a sair retiram-se e os chocos  reservam-se. Entretanto num outro tacho coloca-se a cebola às meias luas, o alho picado e o alho francês às rodelas com azeite e levam-se a refogar. Deitam-se depois lá os choquinhos com um pouco de vinho e deixam-se cozer lentamente. Servem-se com batata cozida.

Arranjo do Advento

Este foi o 1º arranjo de Natal que fiz, para celebrar o Advento......

Preparando o Natal....

Mais umas prendinhas terminadas.....

sábado, 30 de novembro de 2013

Bolo de aniversário

Este não foi feito por mim  mas pela minha filha Rita....

Preparando o Natal - Cabide reciclado

 Vi uma dica  na net  sobre

reciclar cabides para pendurar os fios e brincos, como aqui em casa há muitas  bugigangas da tia e sobrinha decidi  fazer para as duas um , mas  não seguindo nenhum modelo específico. Este  ainda não está pronto pois necessito comprar uns camarões para poder pendurar os acessórios...
 
Mais receitas na blogosfera
Procure receitas no
Quer ter receitas de bloggers no seu blog?